Eu creio e tomo posse da graça de Deus!

novembro 25, 2013 às 10:14 pm | Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário
Nossa Senhora, borboleta

Nossa Senhora com borboleta pousada sobre ela

“Bênçãos são derramadas a cada instante, há sempre um novo milagre para acontecer…

Eu tomo posse da graça de Deus, Tomo posse da cura Senhor,

Tomo posse da bênção de hoje”… (Eros Biondini)

Eu acredito em milagres, ponto final.

O que dizer sobre esse último final de semana, 17º Retiro do Crisma Ponte Rasa… Tantos já comentaram de suas bênçãos, de sua unção… Tantos já se comprometeram com o décimo oitavo… Quase nada mais a dizer… Quase…

Noite de Sábado, momento após a chuva

Há muito tempo eu havia prometido a mim que não mais cantaria “Ave Maria” no Retiro… Não assim, ao ar livre onde a voz espalha, e a capela (sem instrumentos, sem o Sandro – meu porto seguro, meu irmão)… Eis que chega o Clod-Bigodão, meu amado “cumpadi” e com aquela voz e cara de bebê chorão (que todos vocês conhecem) e me pergunta já antevendo a resposta: “É muito ruim cantar Ave Maria a capela, né?”

Eu olhava para direita e pensei “Car@%*, já falei que não canto mais Ave Maria assim”… E fui me virando em direção a ele para responder  e a resposta foi curta e grossa interrompendo o pensamento: “Não, é pra cantar, vou cantar”… O Clod (meio atônito) então foi indicar o local e eu respondi “sei, é ali mesmo que eu vou”…

Nesse meio tempo, o Alexandre virou-se pra Carmen e disse: “O que o Chiquinho tá fazendo lá de São Francisco”?

A Carmita, como o Alexandre é muito zoeira, disse “‘Cê tá louco?” – E o Alexandre insistiu “Lá, atrás da árvore, ele está de São Francisco, com barba e tudo”…

E, bem, o resto vocês viram. Cantei “Ave Maria de Gounoud”… Cantei?

Cantei. Quando voltei o Alexandre virou-se pra mim e disse “Já se trocou? Tão rápido?”

E eu disse, na zoeira, “Já, sou rápido” – e a Carmita me contou a história, eu disse “Imagine, ‘cê tá doido”… E ao mesmo tempo pensei, São Francisco, tão devoto de Maria, vai ver foi ele quem cantou mesmo…

Domingo, após palestra

No domingo o Felipe, que já havia contado pra Bia, me contou que no momento do Sábado ele havia visto São Francisco, primeiro me viu, no segundo olhar, viu o Santo… Contando a história depois a Shirley viu um vulto caminhando em nossa direção, minha e da Elaine…A Ascenção disse que olhava pra mim e meu semblante era outro…

Mistério… Milagres…

São Francisco de Assis

Eu havia acabado de sair da palestra do André, Luizinho e Wellington e, quando o Wellington estava saindo ele me abraçou e disse “Chiquinho toma posse da benção que chegou pra você. Você foi abençoado nesse Retiro. Enquanto você cantava as músicas de Nossa senhora, eu nunca senti o que eu senti dessa vez, e me segurei, comentei até com o André, me segurando fixei o olhar em você e vi você recebendo a benção, você erguia as mãos e puxava os raios iluminados pra você… Toma posse que a benção é tua”.

Amém! Eu tomo posse!

Hoje, Segunda-feira

Hoje meditei durante a maior parte do meu dia e, continuarei meditando por muito tempo… Por que São Francisco vive comigo? Eu, um poço de imperfeição… Não interessa saber, interessa tomar posse, receber, compartilhar… Talvez seja por toda essa perfeita imperfeição que sou usado… E clamo “quero ser usado da maneira que te agrade em qualquer hora e em qualquer lugar, eis aqui a minha vida, usa-me, Senhor”…

Eu cantei nos bares da vida, bandas de baile de formatura durante 15, 16, 20 anos, sei lá ao certo… Cantei em sala VIP da Fenasoft (alguém se lembra? rsrsrs), coisa de profissional da música, com carteirinha e tudo… Porém, que fique claro aos menos avisados, quando canto pra Deus, penso nas coisas de Deus, e peço  aos anjos que cantem comigo, que cantem por mim… E peço unção, e peço que a mensagem seja passada, que as pessoas sejam tocadas, que recebam o canto como bálsamo, como maná vindo do céu… Eu não preciso de fama, eu preciso apenas passar a mensagem do Senhor, do autor da vida… E cada vez que alguém me parabeniza, claro que eu amo, mas acima de tudo e em primeiro lugar eu dou glória a Deus… “É Deus que me faz entender toda a poesia, que torna mais valiosa a vida”…

Acreditem, o nosso Deus é, verdadeiramente, o Deus do impossível!

Eu creio!

Paz e bem, sempre!

FC

Anúncios

Francesco – o filme

fevereiro 19, 2010 às 6:50 pm | Publicado em ecumenismo, religião | Deixe um comentário
Tags:

Submarino_276350 Com autênticas locações na cidade de Assis, na Umbria (Itália), esta é a versão mais próxima, cronologicamente falando, da vida de Francisco de Assis.

Originalmente produzido para a televisão, é uma superprodução que retrata a época medieval e suas guerras santas, acompanha a trajetória de Francisco desde sua juventude e conversão até seus últimos dias como líder da Ordem Franciscana, inclusive sua familiaridade com Clara.

Quem conhece Francisco e Clara poderá, de qualquer maneira, se espantar e talvez torcer o nariz. O filme retrata um início de amizade impossível, de infância. Sabemos que Clara era 11, 12 anos mais jovem que Francisco, porém, apesar desse arroubo cinematográfico, o filme é impecável e imperdível.

FICHA DO FILME

  • Título original: Francesco; Diretor: Michele Soavi
  • Elenco: Raul Bova (Francesco), Amélie Daure (Chiara), Gian Marco Tognazzi, Paolo Briguglia, Mariano Rigillo, Erica Blanc, Sergio Romano, David Brandon, Sergio Graziani, Gabriele Bocciarelli
  • Ano: 2003

No Portal da Paulus você poderá encontrar o DVD.

 

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.